Inauguração de 3 Salas de Aula da Escola Secundária da Missão de Marara

O Bispo de Tete, Dom Diamantino Guapo Antunes presidiu à cerimónia de bênção e inauguração de 3 novas salas de aulas da Escola Secundária Comunitária da Missão de Marara.

Testemunharam ao acto a equipa missionária, alunos e professores da escola. A escola da missão de Marara é uma das mais antigas da província de Tete, tendo sido criada há mais de 100  anos pelos missionários Jesuítas da Missão de Boroma, de onde a escola-capela de Marara dependia. Aqui se formaram centenas de jovens da região. Em 1975 a missão de Marara e a escola foram nacionalizadas. Em 2017, um acordo entra Direcção Provincial de Educação e a Diocese de Tete levou à devolução das estruturas da escola à Igreja Católica e a escola secundário tornou-se comunitária.

Perante o aumento do número dos alunos, o número de salas era insuficientes o que levou a direcção da escola e os encarregados de educação a planearem a construção de 3 salas de aulas. Os trabalhos de construção iniciaram nos começos de 2023. Todavia, o alto custo da empreitada levou a direcção da escola a pedir à Diocese de Tete para ajudar na prossecução dos trabalhos. Contactada a organização católica "Manos Unidas" de Espanha, esta dispôs-se a financiar a conclusão da construção e o equipamento das salas com carteiras. Assim, terminado o ano académico, em Dezembro de 2023 os trabalhos de construção prosseguiram com a supervisão da direcção da escola e do leigo missionário Serafino Piras. As salas estavam concluídas em finais de Maio deste ano.

A inauguração contou com a presença das senhoras Maria Nieto e Maria Rosário de Manos Unidas que estão de visita à Diocese de Tete para verificar outros projectos educativos em curso.

Os trabalhos de melhoria e aumento das infra-estruturas da escola continuam. Neste momento a paróquia está construindo um amplo salão-refeitório para uso dos alunos.

Trabalham na Missão de Marara os Padres Oblatos de São José e as Irmãs Servas da Anunciação. além da escola secundária, na Missão funcionam 2 internatos para alunos/as, uma escolinha, uma sala de informática, uma escola de culinária, uma escolinhas e um Centro de Saúde.

Inauguração de Salão da Escolinha da Paróquia de S. Pedro no Bairro Sansão Muthemba

No dia 5 de Junho foi inaugurado o amplo alpendre-salão da Escolinha Mana Rosa da Paróquia de São Pedro no Bairro Sansão Muthemba, na cidade de Tete.

O acto contou com a presença das crianças que frequentam a escolinha, monitores, equipa missionária e o o leigo missionário Serafino Piras que ofereceu com a sua família esta nova estrutura ao serviço das crianças.

A inauguração decorreu no dia do aniversário natalício de Rosa Piras, filha falecida, do senhor Serafino Piras a quem a escolinha é dedicada.

A escolinha Mana Rosa acolhe mais de 70 crianças dos 3 aos 5 anos de idade que vivem no Bairro Sansão Muthema. Funcionando desde 2022, esta instituição de apoio às crianças está confiada à responsabilidade das Irmãs de Notre Dame que trabalham na Paróquia de São pedro.

Um obrigado à família Piras por mais esta iniciativa de apoio à educação na Diocese de Tete 

Visita Pastoral à Paróquia de Changara

De 31 de Maio a 2 de Junho Dom Diamantino Guapo Antunes fez a visita pastoral à Paróquia de Maria Auxiliadora de Changara.

Esta foi a terceira visita pastoral à paróquia de Changara realizada pelo Bispo de Tete nestes 5 anos de episcopado, ea primeria com o novo pároco, Padre Manuel Armando Njovu do clero diocesano de Tete.

A visita foi breve mas intensa. Começou por visitar a zona pastoral de Chicompende, na Comunidade de São José de Karata onde se reuniram os católicos das comunidades cristãs de Karata, Chicompende e Kankune.
Estava também presentes um bom grupo de católicos de Changara Sede. À noite, Dom Diamantino Antunes reuniu-se com os jovens da paróquia animando-os a serem jovens missionários, sobretudo entre os seus colegas jovens.

No Sábado, dia 1 de Junho, Dom Diamantino Antunes visitou a Comunidade cristã de São Paulo IV de Cuchamano, na fronteira com o Zimbabwe. Houve uma boa participação de católicos da comunidade de  Nyampanda, Paróquia de All Sous de Mutoko, Arquidiocese de Harare. Depois da Missa realizou-se a procissão eucarística do Corpo pelas ruas de Cuchamano.
Pela tarde, o Bispo de Tete reuniu-se com o conselho paroquial e o conselho económico da Paróquia de Changara e à noite reuniu-se com a equipa missionária. Foi uma ocasião para Dom Diamantino tomar conhecimento da situação actual da paróquia e deixar algumas recomendações.

No Domingo, o Bispo de Tete presidiu à Santa Missa na igreja paroquial de Changara durante a qual administrou o sacramento do Crisma a um grupo de 30 fiéis, na sua maioria adultos.

 

Solenidade do Corpo de Deus na Diocese de Tete

A Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Jesus Cristo, tradicionalmente, conhecida como Corpo de Deus, foi celebrada com fé e júbilo em toda a Diocese de Tete neste Domingo, 2 de Junho. Por excelência, a Procissão das procissões, é esta do Santíssimo Sacramento, do Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, pela antiguidade, pelo significado, pela identidade. É Cristo que vai, que preside à Procissão, é o Seu Corpo, a Sua presença real que convida, que nos precede, que nos guia e nos impele.

Em muitas das ruas das nossas vilas e cidades, as pessoas acorreram para integrar a Procissão. Porque uma procissão não é para ver, é para percorrer, para viver! Na cidade de Tete, Bispo, Sacerdotes, Ministros extraordinários da distribuição da Sagrada Comunhão, Acólitos, fiéis das nove paróquias da cidade, sob a presidência do Senhor Bispo, Dom Diamantino Antunes, a Procissão trouxe para as ruas a Eucaristia partido da paróquia de São José até igreja Catedral de Tete.

A Procissão do Corpo de Cristo teve, de início, o propósito de vincar a presença real de Jesus na Eucaristia, contra aqueles que colocavam dúvidas ou negavam tal presença. Um pouco antes, na Eucaristia, começou a elevar-se a hóstia para que todos contemplassem, em adoração, o Corpo de Jesus. A solenidade do Corpo de Deus começou a celebrar-se em 1246, na cidade belga de Liège, tendo sido alargada à Igreja universal, em 1264, com o Papa Urbano IV. A adoração da Hóstia consagrada ultrapassou o tempo da celebração da Eucaristia e o espaço físico das Igrejas, para se fazer através das Procissões do Santíssimo.

Votos Perpétuos da Irmã Brígida Marcos na Paróquia de Domué

No Domingo, dia 26 de Maio, na Paróquia de São Pedro Claver, na Angónia, a Irmã Brigida Marcos, das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora da Victorias, emitiu os seus votos perpétuos como religiosa missionária. A profissão religiosa decorreu durante a Eucaristia presidida pelo Bispo de Tete, Dom Diamantino Antunes. A celebração de correu ao ar livre, com a participação de centenas de fiéis da paróquia de Domuè. A liturgia foi animada pelo coro da comunidade de Buaira, comunidade de onde é natural a Irmã Brigida. Na sua homília o Bispo de Tete, agradeceu a família da Irmã Brigida pela disponibilidade em oferecer a sua filha a Deus e ao serviço da Igreja. Apelou às famílias para rezarem pelas vocações e estarem disponíveis a encorajar os seus filhos a consagrarem-se a Deus. A Missa foi concelebrada por um bom número de sacerdotes que trabalham nas paróquias da vigararia da Angonia, 3 dos quais são naturais da paróquia de Domuè. Estavam presentes um bom grupo de Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Victórias, representando cada uma das comunidades religiosas existentes em Moçambique, e as Irmãs Missionárias que trabalham nas paróquias da Vigararia da Angónia As Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora das Victorias foram fundadas em Portugal em 1884 pela Madre Maria Wilson. Chegaram a Moçambique em 1938 onde trabalham em diversas dioceses de Moçambique. Os nossos parabéns à Irmã Brigida e votos de uma fecunda vida religiosa e apostólica.

ONDE ESTAMOS

Cúria Diocesana - Tete

Rua Pe. Domingos Ferrão, 81
Caixa Postal 218. TETE

Telefone fixo:+ 258 252 22017
e-mail: diocesedetete@gmail.com

Atendimento: de 2ª a 6ª feira, das 8 às 12h.

CONTACTE-NOS